Sejam bem vindos pra dentro de mim. Aqui, estou expondo emoções, revelando minha alma, compartilhando com carinho... Publicando sentimentos. (Gil Façanha)

terça-feira, 6 de abril de 2010

Abatida... Por hora.


Algumas pessoas me fazem sentir algo que me desagrada! Não sei se saberia explicar... Ou talvez saiba, e apenas não queira. Pra mim é difícil admitir quando alguém me incomoda, pelas razões que me incomoda. Insegurança feminina é algo chato de sentir. A inveja, por qualquer razão, é difícil de lidar. É como se achar inferior em algum aspecto, mesmo sabendo que cada um tem suas qualidades. É como se sentir pequeno diante de uma grandeza, as vezes relativa, por razões banais. 
Ultimamente tenho provado de alguns sentimentos que julgo negativos. Mas com isso, também tenho evoluído. Tenho aprendido a aceitar o que não posso mudar, e procurado coragem pra mudar o que posso. A vida anda me forçando a amadurecer de tal forma, que a cada superação, me sinto ganhar algumas medidas de inteligência emocional, de controle da minha impulsividade, da aceitação de que algumas realidades podem ser apenas... Digeridas, absorvidas e emocionalmente superadas.
Há certas angustias que machucam a alma e ameaçam te deprimir. Especialmente se a visão do que parece real, está só em você. Mas a superação dessa sensação, me faz respirar mais tranquila e a me sentir menos incomodada, é obvio. 
Sou o que sou e gosto disso! Existem pessoas melhores e piores do que eu, mas igual... Não há! Cada um é único na sua essência. Gostando ou não, há coisas que nunca alcançarei, qualidades que nunca terei, defeitos que talvez nunca superarei. Isso é ser humano... Isso é ser EU... VOCÊ... Isso é apenas... SER!
Se ninguém conseguir reconhecer suas qualidades, respeitar sua individualidade, então ao menos, seja você a reconhecê-las. 
Como diz a música: "Os outros, são os outros... E só!"

Gil Façanha

Nenhum comentário:

Search box

Related Posts with Thumbnails