Sejam bem vindos pra dentro de mim. Aqui, estou expondo emoções, revelando minha alma, compartilhando com carinho... Publicando sentimentos. (Gil Façanha)

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Algumas descobertas



Que sensação mais angustiante! Esse frio que me congela por dentro, me obriga a olhar pra baixo e ver a gravidade, sem pena, colar os meus pés no chão. Acho que a realidade acaba de me dominar. Meus objetivos tapam a visão das constantes paisagens que estavam aqui o tempo todo diante daquele olhar muitas vezes perdido.... É, acho que estou pronta pra abrir os olhos agora. Os dois pés no chão é o princípio pra quem vive no mundo real. Vamos ver onde vou chegar.

XXXXXXXXXXXXX

Não quero perder a imaginação... Apenas realizar mais!
Não quero deixar de voar... Apenas saber a hora de aterrissar!
Não quero deixar de sonhar... Apenas ser mais feliz quando estou acordada!
Não quero deixar de enxergar a realidade... Apenas saber lidar com ela!
Não quero temer a morte... Apenas aproveitar a vida!
Não quero nunca dizer adeus... Apenas sentir a alegria do reencontro!
Não quero deixar de temer... Apenas aprender a superar!
Não quero ser um exemplo de fé... Apenas nunca deixar de acreditar.
Gil Façanha

domingo, 18 de outubro de 2009

Amadurecendo os sonhos



Sonhar faz parte da essência humana. Ir à busca da realização desses sonhos faz parte da essência de quem acredita que sempre vale a pena apostar em seu próprio potencial.
Na busca por esses sonhos, muitas vezes travamos batalhas com situações difíceis, com pessoas difíceis, com obstáculos que algumas vezes nos parecem intransponíveis. Mas a maior das batalhas, é travada dentro de nós mesmos. É tão fácil pensar em desistir. Essa opção sempre estará ao alcance. Parece ser uma boa opção em alguns momentos do trajeto. Isso com certeza por que no momento da angústia não conseguimos nos ver no futuro... Olhando pra traz, imaginando como teria sido se tivéssemos continuado. Com o tempo aprendi uma coisa que normalmente é tão óbvia, mas não costumamos viver com essa consciência... O tempo SEMPRE passa. O que faremos durante esse tempo é que fará a diferença.
Tenho alguns poucos planos para os próximos cinco anos. Digo poucos por que não costumo planejar muito, apenas vou vivendo. Estou passando por alguns processos que me trazem momentos que dão vontade de jogar tudo pro alto e viver de sol e brisa. Mas quando olho pro futuro e me vejo apenas olhando esse tempo passar e sem ter feito nada por mim mesma, sem ao menos tentar realizar parte desses sonhos, já me sinto fracassada. Há dias em que me sinto cansada, chego a achar tantas coisas injustas. Mas como eu disse... O tempo sempre passa. Então escolhi lutar pelos sonhos agora. Cansar agora. Estressar-me agora. No futuro, desejo ter meu tempo livre para fazer das minhas realizações (aquelas que eu conseguir conquistar), a base para continuar a sonhar. Também aprendi que os sonhos nos dão forças pra continuar vivendo, buscando, arriscando...
As derrotas? As desilusões? Fazem parte do processo. Acredito que é através delas que conseguimos mudar a trajetória, descobrimos novas possibilidades, reconhecemos alguns erros do percurso... E quer saber de uma coisa? Só se sente derrotado quem luta por algo... E como o melhor da vida é ver o lado bom até do que não parece tão bom assim... Eu diria que o lado bom da derrota é descobrir que ainda temos tempo de consertar os erros do caminho traçado e fazer bom uso da maturidade que as circunstancias nos trazem, pra continuar tentando.
Também tenho medo. Também sinto aquele frio na barriga sempre que vou dar um novo passo. Ainda me preocupo com algumas opiniões, coisa que não deveria, mas que ainda me afetam. Na realidade dos sonhos que vivo a buscar, não estou sozinha dentro dela. Existe todo um mundo a minha volta e mesmo que eu deseje o oposto de vez em quando, faço parte desse todo que quase me enlouquece em alguns momentos. Mas não vou parar. Esteja eu pronta ou não, o tempo não me pertence e ele não vai parar pra me esperar.
Não tentar? Ter medo de chegar lá e não ser como eu sonhei? Não é mais uma opção pra mim. Hoje, a única coisa que me permito desistir... É de pensar em desistir.


Gil Façanha

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Meu eu em você



Música de Paula Fernandes


Eu sou o brilho dos teus olhos ao me olhar, sou o teu sorriso ao ganhar um beijo meu

Eu sou teu corpo inteiro a se arrepiar, quando em meus braços você se acolheu

Eu sou o teu segredo mais oculto, teu desejo mais profundo, Teu querer..

Tua fome de prazer, sem disfarçar, sou a fonte de alegria..Sou o teu sonhar

Eu sou a tua sombra, eu sou teu guia, sou o teu luar em plena luz do dia

Sou tua pele, proteção..Sou teu calor, eu sou teu cheiro a perfumar o nosso amor.

Eu sou tua saudade reprimida, sou teu sangrar ao ver minha partida

Sou teu peito a apelar gritar de dor, ao se ver ainda mais distante do meu amor

Sou teu ego, tua alma, sou teu céu, o teu inferno..A tua calma

Eu sou teu tudo..Sou teu nada, sou apenas tua amada...

Eu sou teu mundo, Sou teu poder,Sou tua vida,sou meu eu em você.

Search box

Related Posts with Thumbnails