Um novo coração



Quero construir um novo coração!
Um que tenha compartimentos para cada emoção.
Quero moldá-lo a mão, redefinir  todos os espaços,
Pra que eu saiba bem onde guardar sentimentos que vão do amor, até a alegria de um abraço.

Vou por uma fechadura em cada caixinha identificada,
Pra que eu tenha sempre a certeza do que estou vivendo
Sem os riscos da escolha errada.

Não haverá nenhum parentesco entre o órgão que tenho e o que desejo construir.
Porque o da minha pretensão é inviolável, e o meu velho coração já se deixou possuir

Quero aproveitar as antigas cicatrizes
Pra gravar uma memória emocional.
Do meu coração marcado, estou cansada
Ele é completamente irracional

Preciso arquitetá-lo com cuidado,
De tal forma que eu possa ter o controle total.
Será que isso é pedir muito?
Ou já estou condenada a morrer de amor, afinal?


Gil Façanha

Comentários

Poeta Insano disse…
Olá Gil!
Um novo coração...
É como se reconstruir, e orientar-se pelo coração é a melhor direção que se pode seguir.
Belíssima poesia, Um abraço!
Amanda disse…
Também queria ter o controle total dos meus sentimentos,mas isso não passará de querer...porque é muito difícil...
E em momentos como esse em que sofremos por amor,aquela frase de Victor Hugo não adianta de nada...
"morrer de amor é viver dele"...
Prefiro viver sem,se for pra sofrer.
Beijos e bom final de semana.

Postagens mais visitadas