Busca cega



Havia nela uma necessidade de amar intensamente e ser amada, somente.
Um mar de lamentos desaguando por dentro, 
a amargura de tanto buscar sem encontrar.
Era uma procura desenfreada, 
uma angustia desalmada, 
pelo amor tão desejado.
E na cegueira da procura... 
Nem se deu conta que o amor já estava ao seu lado.


Gil Façanha

Comentários

Amanda disse…
Lindo Gil,curtinho mas adorei.
Beijos
Amanda disse…
Gil...tem uma coisinha pra vc la no meu blog,espero que goste bjs
Poeta Insano disse…
Olá Gil!

O amor as vezes está tão próximo que nem percebemos...

*Assim que eu tiver um tempinho,
visitarei com calma o ACAPEC.
Obrigado por me comunicar.

Um abraço!
Denise Oliveira disse…
oi Gil!
seja muito bem vinda ^^
tb estou por aqui
=)
beijos,
e lindo poema!!
Oiii Gil!! te deixei um presente lá no meu blog porque você merece muito! Vai lá ver. *-*
Beijos!

Postagens mais visitadas