Preciso lembrar de mim



Inspirado em uma grande amiga.

Tu, minha morte em vida
Meu desapego de mim mesma.
Que me invade em memórias vivas, me tortura em uma saudade lasciva
Que me embriagou de teu cheiro e se foi após me tomar com paixão.

Tu, meu desassossego pleno
Minha falta de um adormecer sereno
Minha ânsia por um momento a mais
Minha completa falta de paz

Liberta meu coração desse cárcere
Deixa-me descobrir o que realmente é o amor
Leve contigo todas as esperanças
Permita-me descobrir outra emoção que não seja essa dor. 

Gil Façanha

Comentários

Amanda disse…
Profundo...triste...lindo!
3 palavras com um só significado,
Seu poema!
Eu adorei,muito!
Parabéns...e ...
Espero que sua dor passe em breve,e vai passar,tudo passa...
Melhoras Gil,e um bom final de semana.
Beijos
Poeta Insano disse…
Olá Gil!
Poesia cheia de sentimentos e desejos. Como um amor que dói mas que não o deixamos partir, ou como um amor que sabemos que vai doer mas procuramos.
É isso, amor, paixão, sentimento próprio, reflexão...
Perfeito!
Um abraço!
Gil Façanha disse…
Amanda, minha bela... Grata por tua visita e comentário, mas não se preocupe, a dor não é minha...rs. Fiz baseado na dor de alguém que conheço. Mas muito obrigada pelo carinho. bjinhos.

Postagens mais visitadas