Na primavera das minhas emoções

Vivo uma primavera sentimental.
Reflorescimento de emoções, um renascer em meu coração.
Estação de sensibilidade que precede o inverno rigoroso de algumas paixões.
Sensações congeladas no tempo, eternizadas na esperança, que me queimaram a alma nessa espera castigante em uma estação que me matava de fome... Sede...Frio pela falta do abraço... Loucuras de uma expectativa desfeita pelo finalmente.

Nesse período que predomina hoje na atmosfera dos meus sentimentos, pairam ante meu olhar, flores novas a desabrochar. Antigos exemplares que não conseguiam florir em estações tão gélidas, tão impróprias para certas belezas naturais.

Hoje, antecedo em minhas esperanças, o verão do renascimento.
Sinto a beleza voltando ao meu jardim, vejo margaridas sorrindo, violetas e jasmim.

Algumas flores já não existem mais. Muito tempo sem a luz do sol, sem um solo adequado, sem carinho. Mas novos espécimes surgem debaixo desse terreno úmido que ao prever um belo verão, mostram singelas folhas de esperança e amor a brotar no coração.

Nessa primavera austral, entre chuvas e mudanças bruscas de temperatura, corro pra fugir de grandes temporais, mas entrego-me ao aumento do grau de calor em meu corpo,
Reascendendo e renovando antigos ais.

O jardim ainda existe no mesmo lugar. Esse é o momento de plantar, regar, cuidar...
Para que o verão venha, aqueça essa superfície nova, para que eu possa, não  colher...
Beleza não se colhe... Quero deixar apenas... Florescer.

Gil Façanha

Comentários

Everson Russo disse…
Na primavera as emoções afloram e colorem nossos corações...beijos de bom final de semana.
Divinamente perfumados os teus sentidos...
Emoções que deixas florescer nesse lindo jardim de palavras!!!

Beijinhos.
Com carinho, Suzy.
Everson Russo disse…
Beijo carinhoso de bom sabado pra ti amiga.
Emtão Gil, floresçamos nas poesias, floresçamos em teu jardim, e colhamos deo teu amor.
Bjs e um abraço do teu leitor.

Postagens mais visitadas