Coração calejado.



Hoje sou ferreiro... Estou criando uma proteção, pra qualquer ataque ou violação, Criador de uma armadura para o meu coração. 
Autor dos próximos capítulos... Carcereiro das minhas emoções.
Órgão aprisionado, por merecer ser castigado, solitária condenação.
Te transformando em um guerreiro, de forma a se defender ligeiro, nunca mais cair do veleiro onde navegas sem direção. 
Nessa batalha sem vencedor, sem saber bem pra onde vou, estou cansada de lutar.
Criatura condenada a não mais se entregar, quem quiser te ter intenso... Terá que em outra guerra, lutar pra te conquistar. 


Gil Façanha

Comentários

Que erro, Gil, fechar seu coração!
Basta cautela, mais nada. Aliás, você sabe bem disso. É igual a um velho conhecido. Gosta de soltar mísseis exploradores...

Carinho,
Jorge
Everson Russo disse…
Coração que ama sofre,,,e se sofre,,,ele vai ficando atento pra vida,,,beijos de bom final de seamna.
Gil Façanha disse…
rsrsr... Ele não está fechado, meu caro Jorge, apenas mais protegido. Bjs de carinho.
Minha nossa...suspirei!
Sua ternura vai traçando encantamento em cada sílaba...!
A Alma se revela quando deixa a porta aberta para que lhe seja sentido o coração.

Belíssimo poema, amiga!


Beijinhos no ♥!
Ola Bem forte bem expressiva e muito lindo seu texto em forma de uma linda poesia!!!!!
Amei seu blog menina!!!!

Postagens mais visitadas