Nosso menu



Havia um grito preso na garganta,
Com uma força tanta,
Que lhe sufocava o som da voz.
Era a saudade das verdes veredas,
Por onde outrora andara sua ilusão...
Era a visão das secas folhas que restaram ao chão...
Era a morte do amor, posta à mesa...
Servida em amargas fatias de indignação. 


Gil Façanha

Comentários

Barthes disse…
Versos melancólicos de impecável beleza.
J. Nori Tavares disse…
Lindo e profundo poetisa, quando a indignação sacia mais que o pão. Parabens.

Postagens mais visitadas