Teu adeus



Hoje a palavra acordou em branco,
A voz despertou em silêncio.
Hoje a emoção está distorcida nesse eco,
Ricocheteando nas paredes de um vazio que me encara.
Hoje o sol cansado se cobriu de nuvens,
E a chuva teima em açoitar meu dia.
Hoje me falta aquele sorriso franco, sincero,
Que me foi roubando pelo teu adeus, como eu temia.


Gil Façanha

Comentários

Denise Oliveira disse…
um adeus tem tanto domínio sobre nós que chega a assustar...
lindo poema,apesar de triste...

beijos Gil *--*
Luciana Saldanha disse…
Levei comigo e postei no meu blog1 pois é lindo demais bjs no seu coração Lu

Postagens mais visitadas