Sejam bem vindos pra dentro de mim. Aqui, estou expondo emoções, revelando minha alma, compartilhando com carinho... Publicando sentimentos. (Gil Façanha)

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Por uma razão ilógica



Por alguma razão ele não se percebia o suficiente. Ele sabia o que procurava, mas não reconhecia ao encontrar. Ele teve, em muitos momentos de sua vida, o que poderia ter sido perfeito, se pra ele, não fosse apenas comum. Ele queria mais. Agente sempre quer.
No início, tudo se resumia em intensidade. Tudo virava poema. Tudo parecia com o que ele mais queria. Ao menos naquele momento. Com o tempo, as imperfeições que cada ser constrói e conserva dentro de si, são expostas, são reveladas. Ele buscava alguém perfeito, mas na loucura de acreditar que a perfeição existia, encontrava no caminho, a certeza da ilusão. Todo momento era intensamente vivido... Ele sabia que o momento era tudo o que ele tinha. Mas as angústia dos dias que se tornavam meses , trazia pra ele, a certeza de que a felicidade não se prolongava em suas descobertas. Talvez por suas emoções serem tão razões, não era possível se entregar tanto.  A prisão por opção, nunca fez parte de seu menu existencial. Ele não queria fazer sofrer... Mas na busca por ser feliz, desencantava, com sua inconstância, os mais belos sorrisos que o seu amor ilusório podia causar.
Por alguma razão, era difícil vê-lo realmente feliz. Parecia haver motivos para vê-lo sorrir. Mas creio que essa é uma certeza só dele. Muitos julgavam conhecê-lo, mas não sei se alguém o alcançou um dia. Ele não era um mistério! Uma incógnita! Ele era apenas sua própria razão. Tão dele, que se tornava impossível compartilhar de seu entendimento. Por alguma razão, ele é só, por opção. Por alguma razão, ele gosta de ser assim. E provavelmente, por alguma razão... Ele ainda não tenha percebido que não precisa ser entendido. Ele precisa apenas se perceber, sem pensar que necessita que o entendam. Por que na verdade, ninguém liga, ninguém se importa... Ninguém percebe o que se é por dentro... Por alguma razão ilógica.

Gil Façanha

2 comentários:

Anônimo disse...

Na madruga, resolvi passar por aqui..dai me delicio com essas belas palavras que escreve.
Lindo.
Help

Doce Pecado disse...

Como sempre a perfeição em palavras!!

Search box

Related Posts with Thumbnails