Sejam bem vindos pra dentro de mim. Aqui, estou expondo emoções, revelando minha alma, compartilhando com carinho... Publicando sentimentos. (Gil Façanha)

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Um relato

















Sei que o que está para acontecer, está muito além dos meus olhos e da minha compreensão. Mas tenho buscado uma visão diferente desse mundo onde a cada dia, nos equilibramos entre luz e trevas. Busco ter minha própria compreensão do Divino, da minha luz interna, da minha independência espiritual desligada de qualquer conceito religioso. Nunca gostei do fato de que as energias a minha volta, e quando digo energia, falo das atitudes e conceitos de vida das pessoas ao meu redor, me incomodasse tanto. Não quero ter a fraqueza de ter minhas concepções em pêndulo. Busco idéias firmes, centradas e enraizadas em mim. Não que eu não me abra para as idéias a minha volta, mas quero poder filtrar o que realmente possa ser válido, do que é nuvem ao vento.
Já me deixei levar emocionalmente, por acontecimentos na vida de outras pessoas, por que de alguma forma, eu acreditava que o que elas faziam ou buscavam parecia ser mais interessante do que qualquer coisa que eu pude construir até aquele momento. Mas a vida não para. E eu não sei se existem seres, ou uma luz, ou o que se chama de anjos, espíritos que te servem de guia, mas... Sinto-me guiada. Não sei como explicar isso. Só sei que muitos acontecimentos na vida, estão me levando a uma consciência que eu buscava há muito tempo. Uma consciência criada dentro de mim mesma, e, portanto, cada vez mais enraizadas nas minhas certezas. Sei que a palavra CERTEZA é muito forte. O que poderá ser mesmo tão certo, se não sabemos do amanhã? Mas posso dizer uma coisa. A certeza de hoje, é porta para o crescimento de amanhã. É que se você faz algo em que se acredita, e se ainda assim isso não der certo, ao menos a sensação de perda ou fracasso será menor. Por que de alguma forma você precisava fazê-lo. Acho que nesse ponto, a tal certeza, é mais uma necessidade e quando se precisa fazer algo, naquele momento, é essa sensação de certeza que te impulsiona a fazê-lo. A NECESSIDADE te dá duas opções. Ou você se entrega, ou você supera. E medindo-se os riscos, normalmente é mais gratificante se entregar. Afinal, arriscar também é viver.
Ontem, alguém veio até mim e com um sorriso que apenas parecia felicidade real, começou do nada, a relatar certas experiências pessoais. Naquele exato momento, percebi que tanta coisa mudou dentro de mim! Senti uma alegria velada, contida, mas uma sensação de conforto espiritual, de paz mesmo. Por que eu pude, de uma forma única, separar a alegria dela da minha, sem desejar que a minha pudesse ser a dela.
Em outros tempos, nessa mesma circunstância, eu me sentiria abatida. Desejando uma vida que nem mesmo se eu pudesse, seria minha. Não por não estar ao meu alcance, mas por que eu não nasci pra viver certas alegrias. Não por que não mereça, mas porque pra mim, nunca seriam exatamente alegrias, mas sim, uma forma de me sentir mais vazia.
Busco uma maturidade espiritual, difícil de alcançar.... Mas já me vejo tão lá! É difícil por que normalmente, o caminho é árduo e se manter nele exige muita força, muita vontade de superação. É mais fácil sair dele. Mas é tão mais gratificante continuar a caminhada! Houveram  muitos momentos em que pensei em desistir e talvez, haverá outros, já que o caminho não é bem uma reta, ou uma subida, ou uma descida... É um caminho instável, desconhecido, mas que te revela tua própria alma durante o percurso. O mais interessante, é que quanto mais você se conhece, se desenvolve, mais sente vontade de ir adiante.  Ao final de cada etapa, se tem a sensação tão clara de que nada foi em vão! É algo que não dá pra descrever.
Tenho muitos sentimentos em mim, sensações que não consigo definir e às vezes, se confundem se misturam, e não posso explicar. Tenho a impressão, de que na verdade, não é mesmo pra ser dito, apenas sentido. Creio que cada um tem sua viagem particular nessa terra, e ninguém pode sentir por você, ou te dizer como sentir. É algo intransferível, mas se você se abrir pra esse conhecimento, vai perceber que apesar de não ser tão fácil, é muito gratificante alcançar certas compreensões.
Acho que nosso maior defeito é que nos prendemos aos conceitos criados pelos outros. Mas é preciso muita coragem pra viver seus próprios conceitos, a margem dos que vivem diferentes do que você acredita ser VIVER. Tenho buscado essa coragem de ser SEMPRE eu mesma. Acho que essa deverá ser a próxima batalha que irei enfrentar. E farei isso com orgulho. Tenho aprendido muitas coisas que não consigo ensinar... Ainda. Talvez um dia, quando realmente tudo estiver mais claro, ao ponto de encontrar palavras que definam o que ando sentindo. Por hora, posso dizer que ainda estou no caminho. Não pretendo parar pra descansar. Apesar de tudo, a melhor coisa que tenho em mim hoje, é a insubstituível sensação de que estou na direção certa. Não há nada que pague isso. Agradeço a Deus. Minha única  inabalável certeza.  

3 comentários:

Um Cantinho para Sonhar disse...

Minha querida amiga.....Que relato emocionante!
Muitas vezes procuramos fora o que já vive dentro de nós!
Muitas vezes não precisamos de ruas para vagar, vagamos dentro de nós mesmo, buscando preencher o que na maioria das vezes não sabemos...
Um sorriso amigo em certos momentos passa a ser tão importante que o nosso coração fica inquieto, preenchendo de felicidade o espaço que era cheio de incerteza. É nesse momento que descobrimos o despertar para vida...Siga seu coração ele te dará a certeza que tanto procuras.
Um semblante de coragem, de pureza, com uma beleza tão sublime que mostra a verdadeira beleza da sua alma...! É tudo o que vejo nessa foto!!!

Beijos no seu ♥!

El Brujo disse...

Pegando carona na sua viagem!

El Brujo disse...

E no sorriso também!

Search box

Related Posts with Thumbnails

Arquivo