Sejam bem vindos pra dentro de mim. Aqui, estou expondo emoções, revelando minha alma, compartilhando com carinho... Publicando sentimentos. (Gil Façanha)

sábado, 7 de agosto de 2010

Meditação de minh'alma


É estranho, mas parece-me que onde mais me encontro, é também onde mais me perco de mim mesma. Revelações à minha alma que me confundem, de certo, também me atormentam.
Já experimentei a sensação de nadar contra a correnteza, mas senti uma angústia tamanha que me assustou profundamente como se algo gritasse em mim que não é assim que devo agir. Mais estranho ainda!
Já entreguei minha vida nas mãos de Deus, e já gritei dizendo pra Ele me guiar... Pra fazer de mim o que Ele achar melhor. Já não sei por onde ir, o que fazer, nem mesmo consigo definir o que sinto... Então apenas desisto de pensar porque já não consigo saber o que é melhor. Horas creio na minha própria visão, horas nem sei o que estou vendo...
Estou estática esperando a onda passar, pra ver o que resta e só então... Recomeçar a construção de mim mesma. Porque essa velha obra está em ruínas. Paredes velhas e úmidas que já não me protegem mais. Construção de um EU que me parecia tão segura, tão certa de tudo! Tenho caminhado já há um longo tempo tentando entender o que se passa em meu ser. Não há palavras que convençam, nada alivia esse peso no peito ou muda essa aura meio turva da minha alma.
Não me reconheço e eu que me conhecia tão bem, já nem posso mais falar de mim. Nesse momento, apenas descubro que o material usado já se encontra frágil! Irei reconstruir... Assim que eu souber exatamente como.

Gil Façanha

2 comentários:

Raiana Reis disse...

Oi Gil! Vim retribuir sua visita e gostei dos seus textos. O processo de reconstrução é sempre preciso, não podemos ser estáticos quando até a natureza é suscetível a mudanças e Deus sempre nos guia, ainda que nos pareça um momento em que estamos sós.
Beijos!

Raiana Reis disse...

P.s: Meu encanto por Clarice é indescritível, essa "bruxa das palavras" às vezes parece me decifrar de tal maneira como se um dia eu já estivesse dentro dela, fora a majestade em compor, como uma tela pintada por palavras. E esse texto que vc publica ao lado, do conto "A mensagem" é um dos meus preferidos, que me toca em um momento especial, há poucos dias publiquei no meu outro blog, o Tocou! em que separo tudo que me encanta, do que os outros fazem.
Beijos e um bom domingo, estarei sempre por aqui.

Search box

Related Posts with Thumbnails

Arquivo