Sejam bem vindos pra dentro de mim. Aqui, estou expondo emoções, revelando minha alma, compartilhando com carinho... Publicando sentimentos. (Gil Façanha)

terça-feira, 31 de agosto de 2010

O amor de nós dois! (Dueto Gil Façanha / Tomb)





Amor, meu amor!
Não me chames de amor,
Não se esqueça das noites que irão chover,
Não se esqueça dos dias que irão raiar,
Amor, meu amor!
Não esconda suas lagrimas do mar.

Eu te chamaria de amor, se amor tu pudesses me dar
Não esquecerei as noites chuvosas
Do raiar solitário de cada dia
Amor que não sabe amar...
As lágrimas escondo de ti e não do mar...
Nos oceanos salgados, me banhei, mas estou a me recuperar.


Amor, meu amor!
Ainda é cedo para o amor?
Ou já é tarde para sonhar?

Amor que não é meu, nem tua eu serei
Não sei se para ti é cedo pra amar..
Mas creio que pra mim...
Já é tarde pra voltar a sonhar.


Amor, meu amor!
Se existe sonhos em teu caminho,
Crie um dia para não chover,
Crie um sonho para não chorar,
Amor, meu amor!
Não é bom sonhar sozinho.

Meus sonhos, desaguados pelos caminhos por onde andei
Serão refeitos, reconstruídos, me levarão até onde nem eu sei...
Não há poder que me garanta a ausência dessa chuva que hoje cai
Não há garantia que nunca mais irei sorver lágrimas de dor
Mas, amor... Talvez, grande amor
Mesmo sem tua presença, sozinha nunca estarei
E apesar de tudo que vivi só eu saberei se valeu a pena o que busquei.




Tomb
Gil Façanha

Um comentário:

Tomb disse...

ficou lindo demais! essa imagem ficou magica! adorei seu trabalho, vamos fazer outros rsrs.. bjs.

Search box

Related Posts with Thumbnails

Arquivo