Sejam bem vindos pra dentro de mim. Aqui, estou expondo emoções, revelando minha alma, compartilhando com carinho... Publicando sentimentos. (Gil Façanha)

domingo, 2 de outubro de 2011

A melodia de um reencontro



Feito música, tua voz em notas graves invadiu a minha alma
E meu peito acelerado descompassou nessa canção.
Entre bemóis e sustenidos, te ouvi pedindo calma,
Ao ler feito partitura o som da minha inquietação.

Entre passos e compassos,
Revivi nossa antiga melodia.
Te senti mais uma vez no meu abraço,
E dançamos como fora no primeiro dia.

Mas na escala da esperança,
Não ouvi agudo tom.
Pois teu grave, tão contido,
Me negava audível som.

E no fim dessa canção, composta em um reencontro,
Não fizemos com sucesso, esse dueto lado a lado.
Pois notando a ilusão em teu olhar se despedindo,
Minha boca solfejou mais um adeus desafinado.


Gil Façanha

Um comentário:

Silene Neves disse...

Gil... Querida!

Teus versos encantaram-me, nessa noite quente de primavera.

Mesmo que exista o adeus... a magia dos reencontros sempre permanecerão.

Belíssima inspiração!

Uma semana de paz e alegrias

Sil

Search box

Related Posts with Thumbnails