Sejam bem vindos pra dentro de mim. Aqui, estou expondo emoções, revelando minha alma, compartilhando com carinho... Publicando sentimentos. (Gil Façanha)

terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Os versos que olvidei


 

Sinto na imensidão desse quase desprezo,
teu chamado que clama, reclama,
sobrepuja a compreensão, exige atenção...
Ecoa no peito teu grito meio fúnebre,
tonto, inebriado de adeus, invadido de partida
e assim, no temor do para sempre,
sussurras aos ouvidos de minh’alma no breve serrar de olhos:
Não me deixes!



Gil Façanha

Nenhum comentário:

Search box

Related Posts with Thumbnails