Cadê você?



Se estás perdida dentro de tu'alma...
Ainda há chances de reencontrar-se,
Procures ser feliz, quem sabe, amar-se
E restaurar aquela antiga calma.

Será que vale a pena consumir-se?
Queres gritar pro mundo que te esqueça?
Sacode a cinza, enfim, ergue a cabeça,
Que ainda há tempo para produzir-se...

Amor, afeto, zêlo e auto-estima,
E quando a solidão chegar, reprima
Com esse brilho que a vida requer...

E só assim, então, verás brotar
Um novo amor, um grande bem-estar
Da alma genial dessa mulher!!!


Poesia do amigo e poeta


 Nizardo Wanderley

Comentários

M.Flores disse…
Hermoso poema, muy emotivo. Saludos..
Amanda disse…
Ai que lindo poema Gil,adorei!
Vou visitar o blog do poeta...perfeito!
Beijos e boa noite
Taiane Caroline disse…
Oi Gil ! que saudade de você ! como você está ? [aa] lindo poema.
Olha, tem um desafio pra você lá no meu blog, eu achei legal e te indiquei. Beijos Gil, se cuida.
Roberta Galdino disse…
gostei do blog
te sigo
me visita?
bj

http://rgqueen.blogspot.com/

Postagens mais visitadas