Essa tal felicidade



E chegará o dia em que minhas verdades não mais machucarão por que não serão mais ditas, e ai terei a certeza da ausência da mágoa, do coração iludido, do amor menos perdido, e do  carinho eternizado pela falsa sensação de que toda verdade dita é apenas essa real mentira que resolveram adotar para acreditar que tudo isso vale a pena.

Ainda virá o dia em que fingirei estar sendo o que sou, quando na verdade já não estarei em mim, já não serei nem o meu pior, e nem o meu melhor, por que tudo que sou de mais sublime está acorrentado a essas tais verdades que um olhar suplicante, me implora para não serem gritadas, afim de não estar certo de que aquilo que conheceu e amou, é apenas um espelho d’água desse rio que sou, que quando submerso em mim, revelam correntezas e uma turbulência desorientadora para quem não souber nadar nessa paisagem tão bela, tão profunda, tão confusa, tão instigante, tão esmagadora, tão apaixonante, tão ilusória, tão eu.

E haverá esse tal fatídico dia em que por te fazer feliz, já não serei ninguém, por que te quero feliz, e pra isso preciso mudar. Esse momento chegará, onde não poderei sustentar a amarga mentira de ser realmente egoísta, e irei parar de lutar pra me convencer de que sou traiçoeira, ou passarei a te revelar a ridícula verdade de que sou tudo o que pareço, de que não há mal do qual padeço, e assim morrer dentro de mim, pra renascer no que precisas e só então, descobrir a tua verdadeira felicidade, no meu falso sorriso feito da saudade daquilo que nunca consegui ser.


Gil Façanha

Comentários

Amanda disse…
Oi Gil,tudo bem?
Vi um poema seu no blog do Poetas Insanos,e você escreve muito bem,lindo poema!
Gostei do seu blog e de seu texto...
Nele fala sobre a verdade,e a verdade mesmo é que não se pode mudar pra ser quem alguém quer que a gente seja,porque as pessoas têm que nos aceitar da maneira que somos,e gostar da gente ainda que saibam dos nossos defeitos,sem esquecer das nossas qualidades...ninguém é perfeito,e pelo que pude entender do texto ele se trata de alguma desilusão amorosa,isso todos temos,faz parte,faz parte do nosso amadurecimento,e com isso no próximo relacionamento estaremos melhores preparados,e se não der certo,estaremos ainda melhores preparados no próximo do próximo...com o tempo a gente fica craque em se desiludir,rsrs!
A vida é assim mesmo...mal te conheço e já to falando um monte,rs!
É isso aí,gostei do seu blog,gostei dos seus textos e to seguindo!
Boa noite,beijos e até mais.
Poeta Insano disse…
Olá Gil...
Palavras inquietantes as suas,
desprendendo-se das correntes
de ilusões, pondo os pés no chão para a explícita verdade de quem se é por detrás dos sorrisos inventados do dia-a-dia.
E o que importa sempre, por mais difícil que seja, é ouvir e dizer a verdade.

E Parabéns pelos novos seguidores,
é o reflexo de suas próprias palavras, que sempre bem ditas conquistam quem as lê.
Um abraço!
Feliz Aniversário, minha querida amiga!
Espero que goste...!

http://3.bp.blogspot.com/-0j4FFiFsyLU/Td_UHNzNQfI/AAAAAAAAA_o/nWdQ_hPQ6OQ/s320/Feliz%2BAnivers%25C3%25A1rio%2521.jpg
MARILENE disse…
Seu texto é mistura de contradições e busca. De necessidade premente da verdade e do medo da desilusão. Do padecer de amor e de insegurança frente a ele. Muito bem colocads suas palavras.

Bjs.

Postagens mais visitadas