Sejam bem vindos pra dentro de mim. Aqui, estou expondo emoções, revelando minha alma, compartilhando com carinho... Publicando sentimentos. (Gil Façanha)

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Meus pensamentos


As loucuras de um coração se resumem a pura falta de bom senso em ser coerente, mas faz de um ser corajoso, um louco que salta muros, cercas de arames farpados, luta contra seus próprios monstros, só pra descobrir que o amor pode machucar tanto no fim do percurso quanto no decorrer dele. Mas quem disse que a sensatez evita a dor? O amor ao menos nos recompensa com o simples prazer de vivê-lo... Mesmo que seja apenas um momento.



Quando estive a procura de mim mesma, em um ponto da minha solitária viagem, no exato momento em que tropecei em um pedaço caído ao chão, parte de mim que eu nem sabia que existia, descobri que ao mesmo tempo em que não sou tudo o que pensava, também posso ser muito mais do que imaginava.




Acabo de resgatar o que parecia estar para sempre perdido. O mais estranho é que quando desisti de procurar... Alí estava o que fiquei tanto tempo a desejar.



“A verdade não se esconde, se percebe”... Mas qual? A minha verdade exposta ou as outras verdades ocultas?


Surprise, Surprise... O tempo nos engana mas também nos revela. Esse tempo que tanto falo... Inimigo, aliado. Ele me leva pra todos os lados e brinca de se revelar a qualquer momento ou em qualquer lugar que eu possa estar. Estou vivendo de pelo tempo me emocionar.



Sabedoria que vivo a buscar, sabedoria que preciso ter, sabedoria que me aponta, me acusa... Venha comigo, não fique pelo caminho. Estou disposta a viver de você... Guia-me, cole em mim, antes que eu decida me teleportar para onde você não vai estar.





Gil Façanha




Nenhum comentário:

Search box

Related Posts with Thumbnails