Autonomia



Preciso me perder...
E me perdendo, me achar
E me cansando de buscar, encontrar o que sempre esteve aqui.

Preciso das perguntas, pra encaixar nas respostas
Que já me foram impostas quando não havia o que questionar.

Preciso preencher esse vazio
Que lotado de possibilidades, vive em seca de realizar.

Preciso sentar a beira do caminho
E quem sabe assim sozinho
Eu descubra uma nova estrada a caminhar.

Preciso seguir em frente
Mas que ninguém dependa da minha mente
Pra chegar a algum lugar.

Pois tentando decidir pra onde vou
Sem saber nem mesmo onde estou...
... Me perdi no ponto em que a paixão me deixou.


Gil Façanha

Comentários

Sandra Botelho disse…
Poxa que lindo,,,Eu tambem preciso me perder pra me encontrar novamente.
Bjos achocolatados
Leila Moura disse…
muito bom...encontro-me tão bem nestas palavras.
bjs
doce pecado disse…
Passando mais uma vez para elogiar o seu dom!!Textos perfeitos...
Cláudio Avelino disse…
Querida GIL.
Ao contrário de você que se perdeu no ponto quando a paixão te deixou, eu me perdi no ponto que a paixão me encontrou. De lá para cá, sou um louco que procura sanidade no pouco que me é legado.
Abraços nobre poetisa. Belo poema.

Postagens mais visitadas