Sejam bem vindos pra dentro de mim. Aqui, estou expondo emoções, revelando minha alma, compartilhando com carinho... Publicando sentimentos. (Gil Façanha)

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Insensato desejo



Recai sobre mim o desejo,
O afã de tocar teus lábios num ímpeto beijo.
De abraçar teu abraço, estreitando-se laços,
E no calor dos teus braços, deleitar-me em ínfimo espaço.

Apoderou-se de mim a saudade,
Banhando-me dessa necessidade,
De entregar-me a essa louca vontade,
Lascivo querer, vestido de insana voracidade.

Escorre do corpo a emoção,
Da pele à alma, dos olhos ao coração...
Dos poros, salgado tempero de paixão,
Extraído pelo toque perfeito das tuas mãos.

Desliza entre os lábios a avidez,
Da língua que sente do teu sabor a escassez,
Do amor que fizemos sem timidez,
Da louca pretensão em ser tua outra vez.

Mas façamos do último encontro, sede que só tempestade pode saciar,
Um encontro entre  rio e mar,
Fome que só teu corpo me pode matar,
Tatuagem  na carne, pra nunca apagar. 

Gil Façanha

2 comentários:

Poeta Insano disse...

Gil!!!
Saudades daqui...
Sempre fazendo sábio uso das palavras, tornando a poesia algo pessoal e partilhada.
Ah, parabéns pelo livro, ví sua entrevista e achei excepcional sua simplicidade e capacidade de interação em qualquer meio.
Até breve, um abraço!

Mirian Marclay disse...

Amiga Gil (Jasmin)

O poema é lindíssimo! Uma poesia suave, exprimindo humanos sentimentos tão lindos na essência da flor que carregamos na alma. Como sempre adoro! Bjs minha querida!

Search box

Related Posts with Thumbnails