Sejam bem vindos pra dentro de mim. Aqui, estou expondo emoções, revelando minha alma, compartilhando com carinho... Publicando sentimentos. (Gil Façanha)

quinta-feira, 24 de março de 2011

Parindo emoções




Queimo-me em meu próprio calor, Derreto frente aos teus olhos frios. Transformo-me em cinzas para renascer, parida do que fui, para enfrentar o que me transformei. Asas partidas pelas idas e vindas a um paraíso preso ao meu inferno particular. E agora, jogada ao chão, indo com a fumaça, sendo levada na contramão, vou respirando fundo, tentando não sofrer com meus anseios em combustão.

Hoje só minha mente alça vôos audazes, hoje sou meu próprio abismo e me reconheço no simples ato de me procurar. Preciso-me, nem sei pra que, só sei que preciso. E de mim, apenas de mim, quero precisar.

Não sou e nem serei a salvação dos que por mim gritam, pois já sou minha própria perdição naquilo que busco. Sussurro em meus abismos que de tão profundos, ecoam as dores que guardo em mim. E por ousar descobrir que ninguém entenderá a vazão da minha alma... Queimo, congelo, das cinzas renasço, buscando trazer das minhas angústias, o adubo da minha própria calma.

Gil Façanha

Um comentário:

Cláudio Avelino disse...

"...E de mim, apenas de mim, quero precisar."
Frase forte e profunda Gil. Ela resume meu atual desejo, o meu mantra. Frase como essa só poderia partir de você.
Abraços.

Search box

Related Posts with Thumbnails