As faces de uma poetisa


Sou tantas coisas antes de ser poeta!
Sinto antes de escrever e em cada verso que rabisco, ganho mais uma chance de surpreender.

Não tenho apenas um estilo, se o tivesse, cairia em contradição
Porque poeta escreve com a alma aquilo que sai do coração.

Não escolho as emoções que me dominam, a vida me leva pra onde ela bem quer.
E brincando de ser poeta, vou me revelando como mulher.

Em minhas letras falo da vida, do amor e da paixão de pele.
Nos lugares onde eu me escondo, deixo os versos que me revele.

Gil Façanha

Comentários

O que sempre caracteriza a Gil é a autenticidade do seu discurso literário. Este poema mostra bem isto.

Beijos
Que lindo pensamento Gil. Amei *-*

Postagens mais visitadas